E por onde começar?

15178172_242658716148530_8887943845361028501_n

E depois que se identifica todo o plástico que nos cerca e então decidimos reduzi-lo… Por onde começamos?

Bom, eu decidi começar parando de comprar agua, suco ou qualquer liquido em garrafa pet. Decidi também não utilizar copos descartáveis em nenhum lugar por onde vou. E para nao passar sede na rua, restaurantes, reuniões ou mesmo festas, eu adotei a minha garrafa de vidro verde como minha companheira mais fiel. E quer saber? Sou completamente apaixonada por ela!

Originalmente comprada com suco verde, tinha como destino a reciclagem, a pobrezinha. Mas foi lembrando das 5 regrinhas básicas do Movimento Zero Waste (ou Movimento Desperdicio Zero), eh que  me vi que antes do passo 4. Reciclar, existe o passo 3. Reutilizar. E assim o fiz!

E revendo as regras 1 e 2 do Movimento Zero Waste, eu percebi que eu poderia a partir de então recusar (regra 1. recuse) a compra do suco verde engarrafado. E isso por que? Porque eu posso faze-lo em casa, com frutas e verduras frescas, coloca-lo na minha garrafa e leva-lo para onde quiser. Da trabalho? Um pouquinho… mas eh mais saboroso e tem toda a vantagem de saber exatamente o que estou bebendo!

Bom, com a simples adoção da minha linda garrafa verde como companheira, eu ajudo o meio ambiente não poluindo ou gerando demanda de plástico. Alem disso eu economizo e muito minha gente! Quanto custa uma garrafinha de agua na rua, na praia, no supermercado?  Faca as contas!

Planeta Plastico

O Plástico esta presente no nosso dia a dia de uma maneira tão intensa que nem mesmo nos damos conta. Mas basta um exercício simples de observação a nossa volta e então nos vemos rodeados por plástico em nossas casas, escritório, clube, festas… Quando vamos ao supermercado, por exemplo, quantos produtos sem embalagem plástica conseguimos comprar? Quase nenhum, certo? (veja foto acima)

Mesmo produtos como saladas, frutas e vegetais são facilmente encontrados embalados em plástico nos supermercados. Tambem os grãos como feijão, arroz, fuba, farinhas e etc, sao sempre embalados em plástico.

O Filme-documentario “Plastic Planet” do diretor Werner Boote foi lançado em abril de 2016. Infelizmente este filme ainda não foi lançado em português e, grande parte das informações disponíveis nos sites referentes ao filme e a pesquisa feita pelo diretor, estão somente disponiveis em alemão/inglês. Uma pena! Pois o filme tem muito o que mostrar e os dados são alarmantes. O filme mostra, por exemplo, a quantidade de partículas plásticas já existentes nos oceanos, o resultado de estudos científicos que ja comprovam que a utilizacão de plástico cotidianamente altera nossos índices hormonais e pasmem! Exames mostram a existência de plastico no sangue das pessoas.

Abaixo algumas fotos do filme. As pessoas foram convidadas a colocar nos seus jardins todos os utensílios de plástico que tem em casa. Vejam que impressionante alguns resultados!

E vocês? Se tivessem que colocar para fora todos os objetos de plástico que tem em casa, o que sobraria?

pp_keinheimfuerplastik_foto225622_017

O Plástico nosso de cada dia…

E como seria viver sem plástico? Seria possível? E por que evita-lo?

Diminuir o consumo de plástico eh prioridade mundial. Mas o que vemos atualmente, ao contrario do que se espera, eh o aumento do seu consumo…

A Franca anunciou recentemente uma lei, visto a urgência deste tema e suas consequências, que proíbe a fabricação e utilizacão de copos, talheres e pratos descartáveis ate o ano 2020 (ref.1). De acordo com esta lei, as sacolas plásticas nos supermercados foram banidas em julho de 2016 e os sacos plásticas de embalagens como frutas, saladas e vegetais deverão ser totalmente banidos a partir de 1 Janeiro 2017 (ref.1).

A previsão, de acordo com o “World Econominc Forum” (WEF) – (ref.2, abaixo), eh que em 2050 a quantidade de plástico nos oceanos seja maior que a quantidade de peixes. O plastico será então, e já o eh, ingerido pelos peixes que posteriormente serão ingeridos por nos. Nao eh mais novidade que o contato diário com substancias plásticas e ingestão do mesmo pode causar câncer e alterações hormonais (ref. 3 e reportagem RTP, abaixo).

 

 

img_20161121_115824
Lixo plástico proveniente de embalagens, produzido por uma família de 3 pessoas em apenas 3 semanas.

A foto ao lado mostra o resultado de uma experiência feita por uma família de dois adultos e uma criança. A familia recolheu durante 3 semanas o lixo plástico proveniente de embalagens dos alimentos comprados em supermercado.

O plástico coletado por esta família foi prensado manualmente e disposto em um saco de lixo de 17 litros e, por não haver coleta seletiva deste tipo de material, o mesmo foi descartado como lixo comum. Em um ano (52 semanas) esta familia de 3 pessoas produzira aproximadamente 17 sacos de 17 litros de plastico e em 10 anos serão 170 sacos de 17 litros (2890 litros)!

 

Abaixo vocês podem ver o vídeo com o resultado da experiencia.

O link abaixo mostra uma reportagem do Programa Linha de Frente da RTP de Portugal. Esta reportagem mostra experiência semelhante feita por famílias portuguesas, e também tambem os problemas causados pelo plástico nas áreas costeiras deste pais, o problema da reciclagem, e o exemplo do consumo consciente ja adotado por alguns portugueses como a Rosana Ribeiro (Facebook:@zerowasteportugal). Vale a pena assistir!

http://www.rtp.pt/play/p2231/e258981/linha-da-frente

E depois de ler este post e assistir ao vídeo e reportagem acima, vocês devem estar se perguntando: “Mas o que eu posso fazer para diminuir ou eliminar o lixo plástico que produzo em casa?” ……

Pois bem, meus amigos. Eh disso que vamos tratar neste blog. Vamos compartilhar dicas, mostrar o que as pessoas andam fazendo como alternativa, compartilhar as dificuldades e experimentar!

Leia, comente, ajude a divulgar!

No próximo post vou mostrar para vocês algumas alternativas que adotei no intuito de diminuir o consumo de plástico. 😉

Feliz por ter vocês aqui!

Obrigada!

____________________________________________________________

Referencias:

  1. http://www.sciencealert.com/france-just-became-the-first-country-to-ban-all-plastic-plates-cups-and-utensils
  2. http://www.sciencealert.com/by-2050-there-ll-be-more-plastic-than-fish-in-our-oceans
  3. http://www.npr.org/2011/03/02/134196209/study-most-plastics-leach-hormone-like-chemicals

 

 

Quando tudo comecou para mim

Ja faz um tempo que leio e estudo sobre a questao do lixo. Moro em uma cidade onde eh possivel reciclar papel, garrafas pet, vidro e metal. Mas o estilo de vida “Zero Waste” – ou Desperdicio Zero, eh muito mais completo do que simplesmente Reciclar.

No “Zero Waste”, antes  de atingirmos a etapa de reciclagem, temos tres outros grandes passos: Recusar, Reduzir, Reutilizar e caso nao haja outra opcao, entao reciclamos.

O que acontece, meus amigos, eh que no estilo de vida “Zero Waste” todas as nossas acoes e necessidades sao revisadas. Sera que precisamos mesmo de tudo aquilo que temos? Quanto do que compramos ou ganhamos realmente utilizamos? E quanto desperdicamos? Precisamos mesmo de 20 pares de sapato, 15 bolsas, 5 malas de viagem, 3 caixas de brinquedos, 2 carros na garagem? Precisamos mesmo comprar agua em garrafas pet? Precisamos mesmo usar um saquinho plastico para embalar cada tipo de verdura que compramos? E depois precisamos mesmo de colocar todos esses saquinhos em uma sacola plastica? Para onde vao todos estes saquinhos depois que chegarmos em casa? Precisamos mesmo de carne em todas as refeicoes? Nao da mesmo para diminuir o lixo gerado semanalmente? Quais seriam as alternativas? Porque sera que jogamos tanta comida fora? Quais seriam as alternativas para um consumos mais consciente? Onde estao os automatismos nos nossos estilos de vida? Atraves destes primeiros questionamentos, somos convidados a rever o nosso estilo de vida e nossos valores. E eh somente atraves do auto conhecimento que podemos decidir, por nos mesmos e nao pela midia, aquilo que realmente precisamos comprar para suprir nossas necessidades. Este eh um processo muito individual, pois cada pessoa, cada familia, tem necessidades diferentes. Mas entre todos nos, existe algo em comum: ha sempre alguma coisa que pode ser simplificada em nossas vidas!

Pois bem, quando comecamos a nos questionar, comecamos a buscar alternativas. Foi assim comigo. Um dia assisti uma reportagem sobre uma moca que nao gerava lixo – Lauren Singer. Achei aquilo muito interessante e fui buscar mais informacoes. Descobri que outras pessoas tambem viviam sem gerar lixo. Podem acreditar! Tem muita gente no mundo que vive gerando pouquissimo ou quase nenhum lixo! E como eles fazem isso?

O primeiro passo acredito que seja o consumo consciente. A definicao e reavaliacao de valores eh outro passo importante. A informacao sobre as questoes do meio ambiente e sustentabilidade eh primordial e, no meu caso, eh o que mais me motiva. Mas fora das questoes mais teoricas, o mais importante mesmo eh prestar atencao as pequenas acoes do nosso dia a dia. Vamos comecar pelo plastico, por exemplo? Voce ja parou para pensar em quanto lixo-plastico voce e sua familia produzem em uma semana? Em duas? Em tres?

Pois bem meus amigos, e aqui comeca a nossa viagem. No proximo post vamos falar sobre o tal do Plastico!

Feliz de ter voces por aqui! Bem vindos e obrigada!